Arquivo da tag: comida

SP-Beijing

Minha professora Sueli uma vez me ensinou que no hebraico a mesma palavra usada para férias significa liberdade. Sempre que tiro férias eu me lembro disso. Hoje talvez eu tenha ficado com isso mais forte na cabeça pois estou viajando para a China :)

Eu não imaginei que fosse tão duro ficar sentado esse tempo todo. Estamos fazendo a viagem pela Air China e o primeiro contato com a tripulação foi algo assim:

Aeromoça (para a Ana Paula, falando em chinês): a senhora pode perguntar a este senhor se ele vai precisar da cadeira de rodas?
Eu (em chinês macarrônico): Ela não fala chinês. Ela é brasileira.

É obvio que depois eu entrei em mini-pânico pois o meu chinês tinha acabado ali mesmo :) por sorte não veio nada estranho para comer, e por estas coisas que o fuso horário faz, saímos no final da tarde de domingo para chegar na manhã de terça-feira. Ainda era escuro e a lua se pôs bem vermelha ainda antes de aterrissarmos.

Conseguimos chegar ao Hostel facilmente usando o mapa offline no meu celular. Mas foi difícil decidir o que comer. Como está bem frio fomos a uma decathlon comprar roupa de frio e demos uma olhadinha na entrada da Cidade Proibida e na Praça Tiananmen: a quantidade de turistas chinese é bastante grande. Também tentamos dar um relax no parque “中山 (Zhonshan) não sei o quê”, que fica a oeste da entrada da cidade proibida: olhando no mapa não parecia tão grandinho. Gostamos de ver o fosso que rodeia a Cidade Proibida ainda congelado.

No fim do dia o desafio foi jantar em um restaurante tradicional muquifo. Comemos um noodle de frango sem graça e não conseguimos comer o yakimeshi de ovo: muito ruim :(. O que salvou foi um pãozinho chato, que lembrava um pão sírio.

20120307-110114.jpg

20120307-110126.jpg

20120307-110134.jpg

20120307-110144.jpg

20120307-110151.jpg

Uma reprodução da fauna africana em frente ao British Museum

Londres e Pato de Pequim

Ficamos no Generator hostel que é bem grande e fica próximo ao British Museum. Ah, a foto é do museu :)

Uma reprodução da fauna africana em frente ao British Museum
Uma reprodução da fauna africana em frente ao British Museum

Não seria bacana ter uma loja com um montão de chás perto de casa? Eu adoro chá. É pena a minha mala ser tão pequena :(

Lojinha de chá
Lojinha de chá

Fomos andando até o bairro de Chinatown, e é incrível a quantidade de restaurantes: cozinha de Pequim, Guandong (Cantão), Shenzhen, Mongólia… Comemos um baozi de ovo e ervas feito no vapor e depois experimentamos o Pato de Pequim no Hung’s. É interessante, mas não sei se vou comer de novo tão cedo :-o

Portal no bairro de Chinatown
Portal no bairro de Chinatown
Restaurante Hung's, com patos exposto na vitrine
Restaurante Hung's, com patos exposto na vitrine
Aqui estou eu comendo um pato de Pequim
Aqui estou eu comendo um pato de Pequim
O Pato de Pequim
O Pato de Pequim
Foto básica, ao lado da cabine telefônica com o relógio do parlamento ao fundo
Foto básica, ao lado da cabine telefônica com o relógio do parlamento ao fundo
London Eye (a roda gigante) com o barco turístico em primeiro plano
London Eye (a roda gigante) com o barco turístico em primeiro plano