trânsito

Ilegais no Trânsito

Meu amigo Vinícius escreveu no seu blog um texto sobre viaturas ilegais. Me parece que ele estava bastante indignado. Eu me junto a você, Vinícius. Acho um absurdo a maneira como as regras são desrespeitadas no trânsito.

Vou acrescentar mais duas infrações comuns: farol de xenom e insulfilm.

No caso do insulfilm existe uma regulamentação que indica a visibilidade mínima que o carro deve ter. Se um carro é parado o polícial ou agente do CET confere a visibilidade impressa no insulfilm e se estiver com o valor regulamentar tudo bem.

Acontece que as pessoas colocam um filme super escuro e no selinho vem estampado o valor errado. E daí? E daí que o dono do carro tem o direito de exigir que a máquina de medir a visibilidade seja certificada por um instituto xyz, e isso não existe.

Ou seja: você pode ter o insulfilm mais escuro do mundo que não tem problema. Desde que o selinho informe o valor padrão. É assim mesmo.

Quais os problemas de insulfilm escuro: o carro de trás não consegue enxergar dois carros a frente, o que pode causar acidentes em caso de freada brusca. E a culpa não será nunca do bonitinho que colocou insulfilm ilegar.

Farol de xenom: ele dificulda a visibilidade dos outros motoristas, especialmente em rodovias (quando esta escuro). No meu caso, que tenho estigmatismo, o desconforto parece ser maior que o normal. O farol de xenom não é legal, mas uma pá de gente usa.

O Estado brasileiro tem uma sistema judiciário que privilegia o indivíduo. O direito do indivíduo sempre vem antes do direito do coletivo. Na minha opinião é esse valor que permite que o comportamento egoísta floresça na nossa sociedade.

Excesso de Velocidade nas Pistas e Masculinidade

Saiu no podcast do Gilberto Dimenstein na CBN que uma pesquisa do governo australiano mostra que é eficaz a campanha que relaciona excesso de velocidade no trânsito ao tamanho do pênis. A pesquisa mostra que muitos jovens repensaram sua atitude no trânsito depois de assistir a campanha contra velocidade no trânsito, onde garotas sugeriam que os motoristas apressadinhos teriam pênis pequeno.

Fica a sugestão para copiarmos a campanha aqui no Brasil. E para mostrar que a minha sugestão é pra valer, vou começar pelo meu blog: